Sites e Lojas Virtuais

Um site é uma excelente ferramenta de divulgação do seu negócio, funcionando como uma espécie de vitrine, reunindo todas as informações importantes para o seu público-alvo. Além disso, um site rompe barreiras geográficas, atingindo não só clientes potenciais em localidades próximas ao negócio, mas também no mundo todo.

Um site também pode ser uma excelente forma de divulgação de produtos e serviços, se a partir da estratégia de marketing da empresa, for estabelecido um plano de marketing digital eficiente, aliado a utilização das mídias sociais.

Regras básicas para montar seu site:

A primeira regra básica é: CONTRATE UMA EMPRESA QUALIFICADA.

Invista na criação de um site seguro e profissional para seu negócio. Nunca subestime a importância de um site completo e de fácil navegação para geração de leads. Um lead é aquele visitante que, por vontade própria se dispôs a preencher um formulário e deixar alguns dados no seu site. 

Ao solicitar ao profissional o desenvolvimento de seu site, tenha em mente a simplicidade. Conteúdo, imagens demais ou muitos “calls-to-action” costumam afugentar seus visitantes. Nunca publique conteúdo irrelevante, pois links desnecessários, propagandas e vídeos que iniciam automaticamente distraem os visitantes.

Facilite o contato do visitante com sua empresa. Solicite ao desenvolvedor a criação de um formulário de contato o claro e objetivo, pois é a seção mais importante de seu site.

Um bom site deve ter uma barra de navegação (menu), onde o conteúdo esteja agrupado de forma organizada de acordo com o tema, e a sua relevância para seu público alvo. Caso o visitante encontre dificuldades em encontrar o que deseja, ele deixará seu site.

As cores do site devem remeter à imagem da sua empresa, no entanto, um site muito colorido pode “cansar as vistas” dos visitantes do seu site. As fontes que você escolher devem ser de fácil leitura. Para sites empresariais recomenda-se o uso de fontes “sóbrias” como “Arial” ou “Times New Roman” para passar seriedade ao visitante.

Os textos de cada página devem ter entre 250 e 300 palavras, e devem ser fornecidos ao desenvolvedor para a construção do site. As páginas devem conter também entre 1 e 3 imagens, podendo ser fotos, desenhos ou esquemas, etc., desde que sejam em alta resolução. Essas imagens também devem ser fornecidas ao desenvolvedor. Lembre-se: os visitantes não conseguem consumir informações em excesso.

Solicite ao desenvolvedor a implantação e gestão de uma estratégia de SEO (Search Engine Optimization). Isso pode aumentar significativamente o seu posicionamento nos sites de busca, facilitando que os clientes potenciais encontrem sua empresa.

Lembre-se que atualmente, uma grande parte dos usuários da internet navegam e acessam sites pelos seus smartphones e tablets, e por isso o seu site deve ter “responsividade”. É extremamente importante testar a aparência do site em todos os tipos de dispositivos disponíveis no mercado.

Permita aos usuários compartilhar o conteúdo do seu site. As redes sociais são atualizados frequentemente e compartilhando conteúdos interessantes e relevantes você aumentará a pontuação do seu site para ranqueamento nas ferramentas de busca.

Mostre em seu site depoimentos de clientes e informações sobre projetos realizados. Isso ajuda os visitantes a conhecer a reputação e as competências da sua empresa. Estatísticas dizem que mais da metade dos consumidores dos consumidores confiam em recomendações online, tanto quanto em recomendações pessoais.

Regras básicas para construção da sua loja virtual

A primeira coisa a saber, é que ao contrário do que se imagina, uma loja virtual ou e-commerce deve sim ter um endereço físico (escritório, loja, fábrica, loja, galpão ou centro de distribuição), e este deve estar em local visível na página, de forma a permitir sua localização por parte dos clientes.

Também devem estar disponíveis na página, o CNPJ da empresa ou o CPF da pessoa responsável. Com essas informações, seu visitante será capaz de encontrá-lo facilmente em caso de problemas, e isso passa maior confiança no  momento da compra.

Por trás da página online, a operação deve funcionar da mesma maneira que uma loja física, porém, seus recursos (humanos, materiais, patrimoniais, financeiros, tecnológicos e temporais) devem estar dimensionados para uma operação diferenciada de atendimento às vendas online. Os processos internos devem ser desenhados e ajustados para fornecer pronta resposta aos consumidores, ou seja, deve atender a demanda cumprindo os prazos e exigências dos consumidores.

Assim, para obter sucesso na construção e gestão do e-commece da sua empresa, é altamente recomendável a contratação de uma consultoria capaz de desenvolver a loja virtual, concomitantemente ao desenvolvimento de processos para realização das operações de suprimentos, processamento dos pedidos, separação, expedição e transportes dos produtos vendidos online.

Os preços dos produtos/serviços devem estar visíveis e devem conter de forma explícita todas as informações sobre custos adicionais, como por exemplo, o valor da entrega ou do seguro.

Na página devem constar informações sobre todas as formas de pagamento, bem como as formas e prazos para a entrega do produto ou da realização do serviço.

Na página deve constar de maneira explícita as políticas de vendas, bem como a de trocas e devoluções. O consumidor tem direito ao arrependimento da compra online no prazo 7 dias após a entrega do produto/serviço. A loja virtual (e-commerce) deve disponibilizar um espaço no site para que o arrependimento seja informado.

Antes de o consumidor concluir a compra, a loja virtual (e-commerce) deve disponibilizar um “resumo da compra“, para que fiquem claros os termos da negociação.

Compartilhe!
Mostrar botões.
Esconder botões.